top of page
WhatsApp Image 2023-03-20 at 10.47.27.jpg

Elaine Castro

  • Instagram

Artista mineira graduada em desenho e artes plásticas pela Universidade Federal de Juiz de Fora - MG. Durante vários anos se dedicou à projetos de decoração de interiores e retomou a dedicação integral à sua grande paizão pela pintura em 2019.

 

Impulsionada pelo poder intuitivo, cria suas obras geométricas, figurativas e abstratas, inspiradas em memórias e reflexões que adquirem um poder de transpor o visual.

Buscando a representação metafórica, transita com desprendimento e segurança entre os variados temas que se expressam e harmonizam ao seu traço e a sua identidade artística.

Série Black & White

"Geometria Intuitiva: Quando a Arte Transcende o Visual"
Elaine Castro

A arte muitas vezes nos leva a mundos além do que os olhos veem, e a pintura de uma artista intuitiva que se expressa através da geometria é um exemplo fascinante dessa capacidade. Seu trabalho é um casamento entre o rigor da geometria e a liberdade da intuição, criando um corpo de obras que são, ao mesmo tempo, figurativas e abstratas, e que transmitem uma profundidade emocional raramente vista na arte geométrica.

A artista, impulsionada por sua intuição, parte de memórias e reflexões pessoais, que se tornam as sementes de suas criações. Ela não se prende a fórmulas matemáticas rígidas, mas permite que sua mente e mão guiem o caminho. O resultado é uma obra que transcende o visual, atingindo as fibras mais profundas do espectador.

A geometria, muitas vezes vista como uma disciplina fria e exata, ganha uma nova dimensão em suas mãos. Linhas retas e formas precisas são combinadas de maneiras inesperadas, criando uma dança visual que desafia as expectativas. Cada ângulo e cada forma são cuidadosamente escolhidos para transmitir uma emoção, tornando cada peça uma experiência pessoal e única.

Seus trabalhos incorporam elementos geométricos de forma orgânica, podendo ser composto por triângulos e quadrados, como se a geometria fosse a linguagem subjacente do mundo e a artista estivesse decifrando-a. Essa fusão entre o real e o abstrato permite que o espectador enxergue mais do que apenas uma imagem, mas um reflexo das complexidades da vida e da mente humana.

Em suas obras, a artista dá asas à sua intuição, permitindo que cores e formas se movam livremente na tela. Os ângulos nítidos se transformam em linhas fluídas, e a geometria se torna um portal para um estado de espírito. As obras de Elaine Castro, são um lembrete de que a arte é mais do que um reflexo da realidade. Ela pode ser uma janela para os cantos mais profundos da alma e um convite para explorar o poder intuitivo que todos nós possuímos. Cada obra é uma jornada, uma exploração e, em última análise, uma celebração da capacidade humana de criar beleza a partir do encontro entre a geometria e a intuição.

Marisa Melo

Série Sementes do Renascer

Em algum ponto na jornada de nossa existência, teremos a sorte de nos deparar com nosso reflexo nas águas da vida. Seja em um lago, um mar revolto, ou em uma gota de água, teremos uma oportunidade de nos redescobrir e fazer com que todas nossas lutas por estes caminhos nos tornem indivíduos que possamos respeitar, aceitar e acolher. Abraçar nosso caos, aceitar a entropia de nossos pensamentos e sentimentos, valorizando nossos conflitos para renascer e evoluir, transcendendo nossas limitações.


Sob essa perspectiva, a Série "Sementes do Renascer”, da artista plástica Elaine Castro, aponta para sentimentos de resgate, renascimento e conexão com nosso lado humano, permitindo-nos abraçar nossas emoções e dar vazão a nossos sentimentos, representados nesta série por pinturas abstratas, inspiradas em memórias e sensações. As obras exploram a imaginação do mundo inconsciente, alcançando uma dimensão metafórica para um momento tão íntimo de todos nós e tão ímpar da nossa sociedade humana.


Assim, a Série "Sementes do Renascer", com sua linguagem e estilo próprios, através de suas cores diversas, provoca ponderações em que cada obra oferece um momento único de contemplação e reflexão, convidando-nos a sair das linhas e pensamentos convencionais, quebrando paradigmas e nos impulsionando a não deixar inertes as "Sementes" tão nobres e grandiosas que existem dentro de cada um de nós, capazes de nos acolher, reinventar e nos fazer respeitar, quer como indivíduos ou como sociedade.

Série Figurativa

Série composta por três subtemas:

 

Tempos - E assim, seguimos. Seguimos vivendo em um sistema que nos pressiona incessantemente a aceitar padrões incompreensíveis, cheios de paradoxos, do quais, não nos encaixamos, como um quebra cabeças, disforme e sem sentido.  Seguimos, vivemos apressados, amontoados em grandes cidades expostos a constantes perigos e riscos. Risco de vida, risco de roubo, risco de acidente, risco químico, risco biológico, risco radioativo, mas seguimos! Conectados a uma grande rede, seguimos mais que nunca, isolados.  Seguimos, com relacionamentos superficiais e rasos, moldados a fazer parte de uma engrenagem que não funciona para todos e esmaga dia a dia nossos planos, objetivos e sonhos e coloca em sedação nossa essência humana. mas seguimos... seguimos em uma eterna busca... buscamos aprender a nos libertar de uma máscara de frieza, que faz encarar o absurdo como normal e o errado como certo. buscamos aprender a usar as pedras do caminho, para fazer nossa estrada, firme, compacta, sólida, forte, nos despindo de uma velha capa que não nos cabe e só torna nosso caminhar mais lento e pesado! a busca é urgente. Sim, nos libertar das velhas amarras de nossa inércia, ressignificando nossas escolhas e seguindo novos rumos...urgente sim...reconhecer que o melhor presente que temos é ter certeza que temos em nossos mãos um imenso tesouro, a capacidade de dispor do nosso tempo para nos edificar, como seres humanos dignos e assim olhar em frente, com serenidade e cabeça erguida, sabendo que fizemos o nosso melhor!

Amazônia em Cor - verde....esperança ! poder respirar ! o cheiro das matas, o perfume das flores, a umidade da floresta que exala vida ! a melodia sincronizada de tantos sons e cantos que encantam! quantos coraçõezinhos tão pequeninos de tantas aves pequeninas batem forte na alegria da expectativa de enfim, reencontrar um lugar de descanso, um "porto seguro", o refúgio do caos ? deixar pra trás o desespero de ver a floresta em chama e seu lar transformado em cinzas ao chão... viver enfim ! nas suas asas, a sobrevivência...
e em nossas mãos, a escolha!

Floresta em Grito - quantos cantos e sons de nossas aves ainda precisam ser calados ? quantas árvores ainda precisam ser tombadas, derrubando seu verde e tanto ninhos no chão? quanta vegetação, troncos ressequidos e distorcidas precisam arder em chamas? quantos animais " chorarão " ao perderem suas pequenas crias, na fuga de uma floresta em chamas... quanto ainda ameaçaremos nossos irmãos indígenas, a perderem suas terras , sua paz, sua alegria de uma existência pacífica? quanto ainda nossas autoridades vão insistir em se calar e não ouvir uma "floresta em grito"? quanto tempo ainda temos para evitar o desastre total... o desconsolo total... o desalento total...o caos total?

bottom of page