• Marisa Melo

A Mona Lisa de IagoDS



A alma feminina sempre representou um desafio à interpretação masculina. Marte sempre quis decifrar e satisfazer os desejos de Vênus. Ao longo dos séculos, essa busca pela compreensão da mulher fez com que a figura feminina tenha sido uma presença constante em quadros e esculturas. Entre todas, a Mona Lisa é uma das mais famosas. Talvez por personificar esse lado oculto, eternamente famosa por seu sorriso enigmático.


O artista visual IagoDS, a partir do nanquim criou uma releitura visual onde a poética se concentra nas referências nipônicas. O uso das cores chapadas, semelhantes à serigrafia; vermelho, amarelo e preto é um elemento fundamental, que traz contrastes de um modo ordenado, faz menção à cultura japonesa, numa comunhão harmoniosa entre o tradicional e o moderno. A imprecisão do sorriso e o olhar exibe uma expressão carregada de intensidade. A obra produz um efeito de ótica que resulta na impressão de que os olhos inquisitivos e penetrantes de Mona Lisa nos seguem, de todos os ângulos.


IagoDS se desfaz da autoria exclusiva de Leonardo da Vinci ao desencadear essa releitura, que ajuda a formar um espírito discursivo em torno da famosa pintura ao mesmo tempo em que espalha diferentes estereótipos.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo