• Marisa Melo

Entrevista com a artista Agata Somazz

Atualizado: 17 de jun.

O trabalho da UP Time Art Gallery é inspirar e fascinar através da Arte. Nossos artistas apresentam trabalhos que retratam nossas emoções, nossas causas, nossas vidas. O público sempre quer conhecer o artista por trás da obra. Quem é, como pensa? Que história de vida levou a esse trabalho?

Hoje conosco, Agata Somazz!




1- Como e quando nasceu o seu interesse pela arte?

A música erudita, o ballet clássico e as artes plásticas são latentes em minha trajetória de vida. Quando meus pais, cônscios da minha aptidão natural para a música, me matricularam nas aulas de iniciação musical e canto; coral da Escola de Música da UFRJ. A consequente prática instrumental no violino e no piano enriqueceram minha erudição. Ainda bem jovem, já com certo conhecimento musical adquirido, iniciei meus estudos de ballet e segui aperfeiçoando na dança clássica até os vinte e cinco anos. Minha ligação com as Artes Visuais também se deu bem cedo com os trabalhos artísticos do meu pai dentro do academicismo, dos quais presenciei alguns vernissages.



2- Como é o seu processo criativo?

Tudo quase sempre começa com caminhadas rotineiras por trilhas de florestas ou viagens pelo interior do Brasil, quando pratico Birdwatching e, eventualmente, faço fotografias de espécies vegetais interessantes para minhas pesquisas. Estes momentos são um convite à apreciação das paisagens naturais e da diversidade biológica que há em cada região do nosso país. É a partir desse olhar poético e minucioso do entorno que minhas composições surgem.






3- Quais artistas você usa como referência ou inspiração em seu trabalho?

Tenho grande interesse por Ciências Naturais, em especial os mais variados temas botânicos. Portanto, muitos são os ilustradores científicos e artistas botânicos que me despertam o interesse e me inspiram a criar. A começar pelos nomes de imensurável relevância histórica, posso citar personalidades como Jan Brueghel, Georg Dionysius ou Jean Baptiste Debret. Há que mencionar ainda o nome de Margaret Mee e de inúmeros mestres aquarelistas, tais como Gustav Bauernfeind, Edward Seago, Thomas Moran ou Walter Launt Palmer, cujas paisagens conduzem meus pensamentos e fazer artístico.






4- As cores na sua pintura transmitem muita paz. Como você alcança essa sensibilidade?

Nasci na cidade do Rio de Janeiro, mas vivi parte da minha infância e adolescência pela Região dos Lagos, onde a vida, há poucas décadas, costumava ser mais pacata e em estreito contato com a natureza.

Cresci, portanto, próxima ao mar e às florestas remanescentes da Mata Atlântica, de onde sempre florescem meus mais criativos sonhos e inspiração artística. Este é um dos motivos pelos quais meu estilo de vida sempre esteve atrelado à simplicidade de um viver mais natural e sereno e à consciência ambiental - o que inevitavelmente se reflete em meu trabalho.



5- O contato com a arte mudou a sua forma de ver a vida?

A arte, além de me proporcionar conhecimento, também expandiu meus horizontes para vislumbrar possibilidades. Ela me deu asas para alcançar meus sonhos!



6- Qual mensagem está por trás de seu trabalho?

Busco inspirar um maior contato com a natureza e, a partir disso, suscitar o amor para com todas as formas de vida na Terra. Tenho a pretensão de contribuir para a conscientização e preservação das belezas naturais do meu país natal que tanto amo.





Saiba mais: @agatasomazz



7- O que chama a sua atenção no mundo?

A beleza da vida me encanta, e como pessoas, imbuídas por um propósito em comum, são capazes de promover grandes transformações.



8 Quais experiências com arte foram importantes para você?

Minhas incontáveis visitas a exposições de artistas consagrados, do século XVIII aos dias atuais, têm imensa significância em minhas lembranças e me fazem refletir sobre os novos caminhos da arte ainda a serem desbravados a partir do atual momento.







Sobre a UP Time Art Gallery:

Galeria de arte itinerante que reúne artistas do Brasil e de países da Europa para disseminar o que há de melhor no cenário da arte contemporânea. Fundada por Marisa Melo, a galeria de arte alcança mais de 30 países ao redor do mundo, isso porque ela funciona em formato digital desde o seu nascimento, apresentando mundialmente exposições 3D e exposições regionais presenciais com um time de artistas distintos.

Sobre Marisa Melo:

Formada em Propaganda e Marketing, Moda e Fotografia. Empresária no Mercado de Arte, especialista em crítica de arte, Gestão de Negócios, Arte e Estética e Design Gráfico. Artista Visual, certificação em Liderança pela PUC, consultora de projetos Artísticos, produtora de mostras, curadora e redatora de textos curatoriais.


Nossos serviços:


Exposições virtuais, físicas nacionais e Internacionais, Feiras de Arte, Projetos, Catálogo do Artista, Consultoria para Artistas, Coaching, Construção de Portfólio, Posicionamento Digital, Branding, Marketing Digital, Criação de Conteúdo, Identidade Visual, Biografia, Textos Crítico , Assessoria de Imprensa, Entrevistas e Provocações.



The UP Time Art Gallery's job is to inspire and fascinate through art. Our artists present works that portray our emotions, our causes, our lives. The public always wants to know the artist behind the work. Who is it, how do you think? What life story led to this work.


Today with us, Agata Somazz!


1- How and when was your interest in art born? Classical music, classical ballet and the visual arts are latent in my life trajectory. When my parents, aware of my natural aptitude for music, enrolled me in music initiation and singing classes; choir of the UFRJ School of Music. The consequent instrumental practice on violin and piano enriched my erudition. At a very young age, already with some musical knowledge acquired, I started my ballet studies and continued perfecting in classical dance until the age of twenty-five. My connection with the Visual Arts also took place very early on with my father's artistic works within academicism, of which I witnessed some vernissages.


2- How is your creative process? It almost always starts with routine walks through forest trails or trips through the interior of Brazil, when I practice Birdwatching and, occasionally, I collect interesting plant species both for my research and for the extraction of dyes. These moments are an invitation to appreciate the natural landscapes and biological diversity that exist in each region of our country. It is from this poetic and detailed look at the surroundings that my compositions arise. So, I start to experiment artistically, giving preference to the use of pigments and materials free of animal origin.


3- Which artists do you use as a reference or inspiration in your work? I have a great interest in Natural Sciences, especially the most varied botanical subjects. Therefore, there are many scientific illustrators and botanical artists who arouse my interest and inspire me to create. Starting with the names of immeasurable historical relevance, I can cite personalities such as Jan Brueghel, Georg Dionysius or Jean Baptiste Debret. It is also worth mentioning the name of Margaret Mee and countless master watercolorists, such as Gustav Bauernfeind, Edward Seago, Thomas Moran or Walter Launt Palmer, whose landscapes guide my thoughts and artistic work.


4- The colors in your painting convey a lot of peace. How do you achieve that sensitivity? I was born in the city of Rio de Janeiro, but I spent part of my childhood and adolescence in the Lagos Region, where life, a few decades ago, used to be more peaceful and in close contact with nature. I grew up, therefore, close to the sea and the remaining forests of the Atlantic Forest, from where my most creative dreams and artistic inspiration always flourish. This is one of the reasons why my lifestyle has always been linked to the simplicity of a more natural and serene living and to environmental awareness - which is inevitably reflected in my work.


5- Has your contact with art changed your way of seeing life? Art, in addition to providing me with knowledge, also expanded my horizons to envision possibilities. She gave me wings to achieve my dreams! 6- What message is behind your work? I seek to inspire greater contact with nature and, from there, to arouse love for all forms of life on Earth. I intend to contribute to the awareness and preservation of the natural beauties of my home country that I love so much.


7- What catches your attention in the world? The beauty of life enchants me, and how people, imbued with a common purpose, are capable of promoting great transformations. 8- What experiences with art were important to you? My countless visits to exhibitions by renowned artists, from the 18th century to the present day, have immense significance in my memories and make me reflect on the new paths of art still to be pioneered from the present moment.




About UP Time Art Gallery: Itinerant art gallery that brings together artists from Brazil and European countries to disseminate the best in the contemporary art scene. Founded by Marisa Melo, the art gallery reaches more than 30 countries around the world, because it works in digital format since its birth, presenting worldwide 3D exhibitions and face-to-face regional exhibitions with a team of distinguished artists.


About Marisa Melo: Graduated in Advertising and Marketing, Fashion and Photography. Specialist also in art criticism, Business Management, Art and Aesthetics and Graphic Design. Visual artist, consultant for artistic projects, producer of exhibitions, curator and writer of curatorial texts.



Our services: Virtual, national and international physical exhibitions, Art Fairs, Projects, Artist Catalog, Consulting for Artists, Coaching, Portfolio Building, Digital Positioning, Branding, Digital Marketing, Content Creation, Visual Identity, Biography, Critical Texts, Advisory Press, Interviews and Provocations.



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo