• Up Time Art Gallery

ENTREVISTA COM A ARTISTA PLÁSTICA MARIANA MENDONÇA

Atualizado: Jul 22





A VOCAÇÃO E A CORAGEM DE MARIANA MENDONÇA!

O trabalho da UP Time Art Gallery é inspirar e fascinar através da Arte. Nossos artistas apresentam trabalhos que retratam nossas emoções, nossas causas, nossas vidas. O público sempre quer conhecer o artista por trás da obra. Quem é, como pensa? Que história de vida levou a esse trabalho?

Hoje conversamos com Mariana Mendonça.

A Arte dual de Mariana Mendonça abraça o clássico e o contemporâneo. As ovelhas e o leão, o Universo e o indivíduo. Em suas imagens, lugar de destaque para crianças, animais, mulheres. Uma inclusão que convive com a consciência do longo caminho a ser percorrido para que sejam tratados com a dignidade e o respeito merecidos.

Nesta entrevista, Mariana Mendonça nos conta sobre sua trajetória e suas convicções. E compartilha conosco suas impressões sobre temas fundamentais que lhe são caros: vocação, liberdade e coragem.


Como foi o início de sua carreira?

Minha conexão com a arte se revelou muito cedo. Na escola, desenhava para os colegas. O destaque nas aulas de Artes uma constante. É fascinante como as preferências e a vocação podem se manifestar tão cedo. Segui meus estudos e me formei em Direito. Mas não resisti ao chamado das Artes, em especial a Pintura.

O início da carreira não foi fácil. Essa decisão, que foi fruto de um enorme amor pela Arte, exigiu muita coragem e desapego. Aos poucos as portas foram se abrindo, levando a exposições individuais e coletivas.


De um modo geral, como é a sua Arte?

Minha Arte vem de dentro. É genuína. E representa a coragem necessária para conquistar destaque em qualquer área, especialmente para as mulheres. Criatividade e perfeccionismo a serviço do prazer em experimentar. Uma Arte colorida e figurativa onde manifesto meu amor pelas formas humanas e minha opinião sobre o mundo em que vivo.


Como desenvolveu seu estilo?

Meu estilo se desenvolve de um modo muito natural. É fruto de minhas observações, muita experimentação e de minhas vivências. Nesse desenvolvimento, há também lugar para a inspiração que vem dos artistas clássicos e contemporâneos.


Nós sabemos que um dos objetivos da Arte é refletir o contexto social de sua época. Como ela se caracteriza nos tempos atuais e o que estaria refletindo sobre o mundo em que vivemos?

Minha Arte representa a necessária reflexão sobre os desafios enfrentados pelas mulheres e sobre a própria questão da diversidade. Sob todos os aspectos.

Este momento de isolamento social clama por um trabalho coletivo. Nesse sentido, busco destacar a importância das crianças e a busca da esperança.


Você acha que os artistas participam mais das questões sociais?

Cada artista tem sua forma de enxergar o mundo. E se a arte expressa um posicionamento em relação a questões sociais, a decisão cabe exclusivamente ao artista. Cada obra de arte é única. E não há lugar para cobranças. Afinal, a liberdade de criação é essencial.


Como funciona o seu processo criativo?

Meu processo criativo envolve meu cotidiano e a atualidade que me cerca. Envolve também um projeto e a maturação do espaço de atuação. E, é claro, amor.


Em seus trabalhos você pinta mulheres. Por quê?

Pinto mulheres e crianças, figuras que, para mim, são relacionadas.

As mulheres têm uma força criadora. Elas gestam. Elas cuidam.

São seres especiais que merecem estar em destaque.


O que você acha da chamada “arte comercial”?

É preciso diferenciar dois aspectos: a arte criada unicamente visando fins lucrativos, e a cobrança de um valor justo pelo trabalho do artista. Quem produz arte também tem necessidades materiais. Tem de receber de modo a poder sobreviver, comer, comprar os materiais necessários. Sem esse mínimo, como seguirá produzindo?


O que é preciso para compor uma grande obra?

É difícil definir. Em minha opinião, uma grande obra é algo quase sobrenatural.

É algo que impacta a todos. Entre outros elementos, dois deles, com certeza são a criatividade e o domínio da técnica.


Qual obra sua você destacaria como um marco na sua vida artística?

Três obras que me marcaram profundamente: as Ovelhas, o Anjo e o Tigre da série Flame Cats.


Quais são suas referências?

Entre os clássicos, Rembrandt e da Vinci. E também a inspiração de Alex Katz e as cores de David Hockney.


Qual sua mensagem para quem está começando?

Coragem!

Eu poderia destacar a importância de perseverar. Poderia falar sobre a importância de ter os olhos sempre abertos para as cores e o coração sempre atento aos sentimentos. Poderia destacar a necessidade de definir um estilo.

Mas nada disso levaria adiante sem a coragem para dar esse salto no escuro e confiar no êxito.

Coragem!


Saiba mais sobre Mariana:

Instagram: @marimendoncaa...

Intagram: @uptimeartgallery


0 visualização

Subscribe to our Newsletter

São Paulo - Brasil

Contato: 55 (11) 99724 0909

  • Facebook
  • Instagram

UP Time

UP Time Art Galelery@ 2019