top of page

Explorando a Alma da Arte: Uma Conversa com Daniela Xavier



O trabalho da UP Time Art Gallery é inspirar e fascinar através da Arte. Nossos artistas apresentam trabalhos que retratam nossas emoções, nossas causas, nossas vidas. O público sempre quer conhecer o artista por trás da obra. Quem é, como pensa? Que história de vida levou a esse trabalho?

Hoje conosco, Daniela Xavier!

 




Daniela Xavier



Damos as boas-vindas a uma jornada fascinante através do universo artístico de Daniela Xavier. Autodidata e nascida na pitoresca cidade de Presidente Olegário, no interior de Minas Gerais, Daniela personifica a fusão entre sensibilidade artística e espiritualidade. Atualmente, sua residência em Conceição Das Alagoas - MG, como Oficial de Justiça do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, não a impede de desenhar nas linhas da vida uma narrativa que transcende os códigos legais.


O olhar de Dani Xavier é um convite para explorar a amplitude da arte, fluindo livremente entre o abstrato e o figurativo. Inspirada pela natureza e pela espiritualidade, suas telas são expressões visuais que transcendem a realidade palpável, envolvendo-nos em um mundo de cores vibrantes e misticismo sutil.


Nesta entrevista exclusiva, teremos o privilégio de desvendar os bastidores do processo criativo de Daniela Xavier, suas inspirações mais profundas e suas perspectivas para o futuro. Prepare-se para uma conversa enriquecedora, onde a arte se entrelaça com a vida e a sensibilidade se manifesta em cada palavra e traço.




1- Como você descreveria o impacto da pintura em sua vida desde a infância até os dias atuais, especialmente considerando a evolução de sua conexão com a arte ao longo do tempo?


Desde a infância, descobri minha paixão pela pintura, mas foi somente a partir de 2021 que mergulhei de cabeça nesse amor. Desde pequeno, passava horas colorindo desenhos, minha atividade favorita. Naquela época, morava em uma cidade do interior, sem acesso fácil à internet ou aos materiais de pintura disponíveis hoje em dia. A vida me levou por outros caminhos, afastando-me da pintura por muitos anos. Por não ter acesso a cursos, acreditava que não poderia seguir essa paixão.


Em 2014, uma amiga me convidou para um curso de pintura, e mesmo tendo que mudar de cidade devido a um concurso público, comprei os materiais e fiz algumas aulas. A partir daí, mesmo sem frequentar o curso, pintava em casa do meu jeito. Descobri que os melhores momentos da minha vida eram aqueles em que estava pintando. Entre 2014 e 2021, fiz poucas pinturas, apenas cerca de 10, e joguei algumas fora sem mostrar para ninguém, devido a crenças limitantes que me travavam.


Entretanto, a partir de 2020, ao buscar uma conexão mais profunda comigo mesmo e o lado espiritual, percebi que pintar ia além de simplesmente manusear pincéis. Pintar é se conectar com a alma em sua dimensão mais profunda. É sentir o inexplicável e expressá-lo por meio das tintas. A arte é trazer para o plano terreno o que já existe em outras dimensões. Fazer arte é co-criar o paraíso na Terra.



 

2-Como você descreveria a conexão entre sua abordagem artística e o movimento impressionista, e como essa abordagem influencia sua expressão criativa?


Na minha pintura, evito impor rótulos. Prefiro ter a liberdade de explorar onde me sinto confortável. No entanto, o Impressionismo surgiu de maneira natural para mim. A maneira como aplico minhas pinceladas acontece de forma espontânea. O Impressionismo, para mim, é sobre capturar a alma, a essência de tudo, é transformar cada momento em infinito. Pintar no estilo impressionista é como pintar luz em uma tela.


Além disso, a abordagem impressionista permite que eu me conecte mais profundamente com minha expressão criativa. Cada pincelada não apenas retrata uma cena, mas também transmite uma sensação, um estado de espírito. Essa liberdade de expressão me permite explorar as nuances da luz, cor e movimento de uma maneira que ressoa com a verdadeira essência das minhas experiências e emoções.





"Flores que Pulsam"_acrílica sobre papel Canson - 29,7 x 42 cm



 

3-Como você percebe que sua arte influencia ou interage com o mundo ao seu redor, e como essa interação impacta sua própria experiência criativa?


A arte para mim é uma forma de trazer cor, luz e cura para o mundo. Vejo a arte como energia condensada em uma tela, capaz de elevar a frequência vibratória de uma pessoa ou de um lugar. Quando estou feliz e bem, valorizo pintar. Costumo colocar uma música clássica ou outra que aprecio e deixo a criatividade fluir. Às vezes, começo a pintura com uma ideia em mente, mas permito que minha criatividade se manifeste livremente. Pinto o que sinto vontade no momento. Posso me inspirar por imagens na internet ou na rua, mas sempre deixo a criatividade agir. Para mim, a arte é como meu oxigênio. Preciso estar pintando para me sentir viva.


Além disso, a arte se torna um meio de conexão profunda comigo mesma e com o mundo ao meu redor. Cada pincelada é uma expressão genuína do meu estado emocional e espiritual. Enquanto pinto, sinto uma troca de energias, uma comunicação silenciosa entre minha alma e a obra em progresso. Essa interação dinâmica enriquece não apenas minha experiência artística, mas também a forma como percebo e interajo com a realidade.



 

4-Como você percebe a conexão das pessoas com as imagens da natureza, especialmente as de flores, e como essa conexão influencia seu trabalho artístico?


A temática da natureza tem sido muito bem recebida. As pessoas têm um amor especial pelas flores. Elas trazem leveza e uma alta frequência vibratória, que ressoa profundamente com aqueles que as contemplam. Essas imagens não apenas são visualmente cativantes, mas também têm o poder de tocar as emoções das pessoas em um nível mais profundo.


Percebe-se que as imagens da natureza, especialmente as de flores, funcionam como um refúgio, um refúgio onde as pessoas podem encontrar paz, tranquilidade e rejuvenescimento para suas almas cansadas. É como se, ao contemplar essas imagens, fossem transportadas para um mundo de serenidade e beleza intocada, longe das preocupações e do caos do dia a dia.


Essa conexão íntima com a natureza reflete-se em meu trabalho artístico, inspirando-me a capturar a essência e a beleza das flores de maneira autêntica e significativa. Ao criar minhas obras, busco transmitir não apenas a aparência física das flores, mas também sua energia vibrante e a sensação de paz e serenidade que evocam.






"As Flores"_acrilíca sobre papel - 29,7 x 21 cm





5- Existem pintores específicos que inspiram o seu trabalho ou que você considera como referências importantes para o seu estilo?


Sim, existem pintores específicos que têm sido fontes de inspiração para o meu trabalho. Entre eles, destaco artistas como Claude Monet, Vincent van Gogh e Georgia O'Keeffe. Cada um desses pintores possui um estilo único e uma abordagem distinta em relação à representação da natureza e das flores.


Monet, com sua técnica impressionista, influencia minha maneira de capturar a luz e a atmosfera das paisagens naturais. Van Gogh, com suas pinceladas expressivas e uso ousado de cores, inspira-me a explorar a intensidade emocional das minhas obras. Por fim, Georgia O'Keeffe, com seu foco em detalhes e composições simplificadas, me leva a apreciar a beleza intrínseca das formas naturais, especialmente das flores.


Esses artistas não apenas me inspiram, mas também me incentivam a encontrar minha voz artística única dentro do contexto da natureza e das flores. Suas obras servem como referências importantes que me ajudam a expandir meu próprio estilo e aprofundar minha compreensão da arte como uma expressão da beleza e da energia da natureza.



 

6-Como você percebe que a tecnologia e as redes sociais têm influenciado a forma como seu trabalho artístico é promovido e exposto? Como você aproveita essas ferramentas para se conectar com seu público e alcançar novos apreciadores de arte?


Para mim, a tecnologia e as redes sociais têm desempenhado um papel fundamental na promoção e exposição do meu trabalho artístico. Através das plataformas online, como Instagram e Facebook, consigo compartilhar minha arte com um público vasto e diversificado, alcançando pessoas ao redor do mundo que talvez não teriam acesso de outra forma.


Utilizo essas ferramentas não apenas para mostrar minhas obras, mas também para compartilhar insights sobre meu processo criativo, contar histórias por trás das pinturas e estabelecer uma conexão mais pessoal com meu público. Postar regularmente nas redes sociais me permite manter os seguidores engajados e atualizados sobre novas criações, exposições e eventos relacionados à minha arte.


Além disso, as redes sociais oferecem a oportunidade de interagir diretamente com os apreciadores da minha arte, receber feedback, responder a perguntas e até mesmo receber encomendas personalizadas. É uma maneira incrível de construir uma comunidade em torno do meu trabalho e de me conectar com pessoas que compartilham minha paixão pela arte.



 

7-Quais são suas aspirações e planos para o futuro? Você tem algum projeto ou desafio novo que esteja ansiosa para explorar nos próximos anos?

 

Para o futuro, tenho grandes aspirações e planos em mente. Estou ansiosa para explorar novos projetos e desafios que me permitam expandir minha expressão artística e continuar a crescer como artista. Tenho interesse em explorar diferentes técnicas, temas e meios de expressão, sempre buscando inovar e evoluir na minha jornada criativa. Estou aberta a novas oportunidades e colaborações que possam me desafiar e me inspirar a alcançar novos patamares na minha arte.

 



Saiba mais sobre a artista:

Instagram: @artista_daniela_xavier



Série Flores"_acrílica sobre papel - 29,7 x 21 cm







Série Flores"_acrílica sobre papel - 29,7 x 21 cm





"Essência Xamânica"_acrílica sobre papel - 29,7 x 21 cm





Sobre a UP Time Art Gallery:


A UP Time Art Gallery não se limita a ser uma galeria de arte itinerante; é uma força impulsionadora que difunde, democratiza e fomenta a arte contemporânea em escala global. Sua dedicação em promover a arte é inovadora e abrangente, estendendo-se também por São Paulo, onde mantém seus espaços. Mais do que apenas expor obras, a galeria busca inspirar mentes e contribuir para o desenvolvimento da consciência artística e social, abordando questões locais e globais.


Além de seu compromisso com a arte, a UP Time Art Gallery apoia os artistas em sua jornada profissional, capacitando-os a navegar no mercado de arte competitivo. Compreendendo as complexidades da mercantilização da arte, a galeria oferece suporte para a construção de carreiras sólidas e bem-sucedidas, capacitando os artistas a compreender e prosperar no mundo da arte contemporânea.



Nossos serviços:

Exposições virtuais e físicas nacionais e internacionais (estamos na Europa e nas Américas), Feiras de Arte, Projetos Artísticos, Catálogo de Arte, Construção de Portfólio, Pod Cast, Biografia, Textos Críticos, Assessoria de Imprensa, Entrevistas e Provocações.




39 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page